Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Câmara de Nova Andradina quer assegurar assistência técnica a agricultores

Câmara de Nova Andradina quer assegurar assistência técnica a agricultores

por JoaoClaudio — publicado 07/06/2016 12h17, última modificação 07/06/2016 12h17
Vereador Edson Tolotti solicitou apoio da Agraer para a iniciativa
Câmara de Nova Andradina quer assegurar assistência técnica a agricultores

João Cláudio/CMNA

A Câmara de Vereadores de Nova Andradina aprovou indicação em que solicita assistência técnica da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) aos agricultores familiares do Projeto de Assentamento Teijin.

De acordo com o vereador Edson Tolotti, autor da indicação, a medida se faz necessária devido ao término dos serviços até então desempenhados pela Associação Ambiental, Social e Rural (Crescer).

A proposta foi encaminhada ao secretário de Estado de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Mendes Lamas, com cópia ao diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini.

Segundo o vereador Edson Tolotti, o Teijin conta atualmente com cerca de 1.170 famílias e está entre os maiores assentamentos de reforma agrária de Mato Grosso do Sul.

“Infelizmente, a Crescer, que fora contratada para prestar serviços de assistência rural, se encontra com pendências a receber junto ao Governo Federal. O contrato que outrora fora pactuado junto à união está inviável”, argumentou o parlamentar.

Conforme o vereador, os repasses à associação estão atrasados há meses, trazendo desconforto e insatisfação tanto aos funcionários, como aos agricultores, além de inviabilizar a permanência da Crescer na localidade.

“O provável rompimento de contrato e a posteriori interrupção das atividades dos técnicos e especialistas trará enormes transtornos aos agricultores familiares que, até então, estavam sendo muito bem servidos pela Crescer”, lamentou Tolotti.

Diante do eventual término dos serviços ofertados pela associação, o parlamentar reiterou a necessidade de a Agraer disponibilizar técnicos a fim de amenizar futuros transtornos.

“A assistência aumenta o leque de conhecimentos, proporcionando um maior e melhor nível de produtividade, colaborando de forma significativa na oferta de alimentos saudáveis e com custo reduzido à população”, concluiu Tolotti.

Marcos Santi
Assessoria de Comunicação CMNA

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

    

Mídias Sociais