Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Março de 2015 / Dr. Sandro sugere programas de incentivo à redução do consumo de água e energia elétrica

Dr. Sandro sugere programas de incentivo à redução do consumo de água e energia elétrica

por Marcos Matos publicado 11/03/2015 00h19, última modificação 19/05/2015 23h12
O vereador Sandro Hoici (DEM) apresentou duas indicações na sessão desta segunda-feira (9) referentes a redução do consumo de água e energia elétrica.

Na primeira, o Parlamentar solicitou a elaboração de programa de incentivo econômico, visando estimular a população a reduzir o consumo de água.

Conforme a proposição, o cliente que diminuir no mínimo 20% o consumo médio mensal de água e estar adimplente, terá direito a um bônus que lhe dará desconto de 5% a 20% na fatura.

O abatimento seria aplicado sobre um valor menor, sendo que a diminuição no consumo resultaria em uma fatura mais barata para a aplicação do benefício.

Pauta a justificativa a atual crise de água. “Diante da atual crise de água que aumenta a cada dia no Planeta Terra, decorrente de diversos fatores, em especial pelo desequilíbrio ambiental e da má utilização dos recursos hídricos, a necessidade de economizar água nunca esteve tão evidente. Atento a essa questão é que sugiro que seja feito um estudo minucioso com objetivo de criar um incentivo econômico a fim de que a população colabore diminuindo assim o consumo de água potável”, justificou.

A indicação foi encaminhada ao diretor presidente da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), Marcelo Luiz Bomfim do Amaral.

Em outra indicação, o Vereador propôs que seja criado um programa que incentive a redução do consumo de energia elétrica em Mato Grosso do Sul, recompensando o consumidor que conseguir reduzir o consumo mensal.

O desconto será baseado em uma tabela de porcentagem que será elaborada pela referida empresa.

Além do ponto de vista da redução do consumo de energia, a proposta apresentada figura-se como um eficiente instrumento no combate a inadimplência, estimulando a pontualidade no pagamento das faturas e beneficiando financeiramente não só os consumidores como também as concessionárias de fornecimento de energia elétrica.

“A energia elétrica é fonte essencial à manutenção da vida humana, ao desenvolvimento econômico e ao bem-estar social. É nosso dever incentivar o seu uso racional, o combate ao desperdício e promover uma nova consciência quanto à importância dos recursos energéticos para sociedade. O futuro dos recursos energéticos depende muito de medidas ora implementadas, cujo objetivo é, essencialmente, incentivar a racionalização do uso, prevenir o desperdício e garantir o abastecimento da população”, alegou Dr. Sandro.

Fonte: Aline Leão / Assessoria

Mídias Sociais