Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Para Câmara, Ultramaratona eleva Nova Andradina no cenário nacional ciclístico

Para Câmara, Ultramaratona eleva Nova Andradina no cenário nacional ciclístico

por Marcos Daniel Santi publicado 08/11/2018 15h40, última modificação 08/11/2018 15h40
Legislativo nova-andradinense promove entrega de moção de parabenização aos organizadores da Ultramaratona Pata de Onça

A Câmara de Nova Andradina promoveu nesta segunda-feira (29), durante Sessão Ordinária, a entrega de moção de parabenização aos organizadores da 5ª edição da Ultramaratona Pata de Onça. O evento, já consolidado no calendário nacional de eventos, aconteceu nos dias 08 e 09 de setembro e reuniu 450 ciclistas dos Estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Distrito Federal, além dos países vizinhos Argentina e Paraguai.

“É um evento que eleva o nome de Nova Andradina no cenário ciclístico nacional, uma prova já tradicional e consolidada que, além de promover o esporte, também movimenta nossa economia”, destacou o vereador Wilson Almeida, autor da moção. Segundo o parlamentar, estima-se que a movimentação financeira no município atingiu a marca de R$ 400 mil. “O evento gerou um impacto altamente positivo no comércio local”, reforçou o vereador.

Walter Aparecido Bernegozzi, presidente do Bike Clube Pata de Onça destacou a estrutura da ultramaratona, citando o suporte dado aos ciclistas, a exemplo dos pontos de apoio com água e suplementação, além do acompanhamento de equipes em todo o percurso do evento, e apontou o crescimento da competição no último ano. “Nossa preocupação é tratar bem o ciclista que vem para Nova Andradina”, disse Bernegozzi, apontando um crescimento de 35% no número de ciclistas na última edição da Ultramaratona.

ULTRAMARATONA - A tradicional prova de ultramaratona de mountain bike (XCM) teve suas trilhas percorridas por estradas rurais e em propriedades particulares no total de 250 km, sendo 150 km no sábado e 100 km no domingo.

Sob um sol forte, com temperatura próxima a 35°C e baixa umidade do ar, os atletas testaram seus limites de esforço e resistência num percurso cheio de desafios. Durante a prova eram fornecidos nos pontos de apoio, água isotônicos, carboidratos e glicose.

A exemplo das provas de IRONMAN, a ultramaratona exigiu dos ciclistas uma resistência e condicionamento físico e mental descomunais, não só pela distância de 250 km, algo inimaginável para as pessoas comuns, mas também pelo terreno e clima.

Para se ter uma ideia da dimensão da prova, foram consumidos pelos atletas mais de 8500 garrafas de agua mineral, 1400 garrafas de isotônico e 300 litros de refrigerante. Estima-se que mais de 800 pessoas estiveram envolvidas no evento (entre ciclistas, equipes de apoio e familiares).

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

Mídias Sociais